Blog

Entenda como identificar e fugir do efeito manada

 Entenda como identificar e fugir do efeito manada

O efeito manada é, sem dúvidas, um dos grandes vilões do mercado financeiro. A partir de uma falsa sensação de assertividade, empresas acabam decidindo pela compra ou venda de ações de um mesmo negócio, o que impulsiona ainda mais os riscos das transações. 


Nem sempre é fácil identificar o efeito manada. Por vezes, ele é guiado pelo instinto de estabilidade, de tentar apostar em uma tendência ou em roteiro pré-estabelecido. Porém, é preciso reiterar que o ramo de investimentos é instável. Consequentemente, a escolha de investir deve ser feita com base em análises de mercado, entendimento do nicho de atuação e muito estudo.


Então, como evitar o efeito manada? O termo é usado pela psicologia para caracterizar um tipo de comportamento humano. São decisões individuais ou coletivas, tomadas por influência de um líder ou de uma maioria, que impedem uma pessoa de refletir individualmente sobre suas decisões. A palavra manada deriva do coletivo de um grupo de animais. Logo, esse termo é uma alusão ao fenômeno de seguir os mesmos caminhos que os outros, com soluções conjuntas.


O erro do investidor que cai no efeito manada é ignorar as especificações do seu setor de atuação. Quando o efeito de manada atinge os investimentos em renda, pode haver prejuízos profundos para todos os envolvidos.


Para fugir do efeito manada, aprenda a focar na diversificação da carteira e mantenha um planejamento que viabilize reduzir movimentos radicais dentro do mercado. Lembre-se: investir envolve estudo e planejamento, não impulso. Conheça de perto a empresa na qual deseja investir e reflita se ela vale a pena ou não. Nesta hora, é importante que você tome a decisão com a mentoria de um especialista em mercado financeiro.








Inscreva-se em nossa newsletter para receber novidades!

Compartilhar:

Posts Relacionados:

0 Comentários

Deixe um Comentário